terça-feira, 15 de junho de 2010

Faculdade de Direito debate criminalização do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

BRUNO MOTTA - AGÊNCIA UFRJ DE NOTÍCIAS - PRAIA VERMELHA
Na próxima quinta (17/06), o Salão Nobre da Faculdade de Direito (FD) da UFRJ recebe o debate “MST: Organização criminosa ou movimento social?”, organizado por uma série de movimentos, entre eles, a Seção Sindical dos Docentes da UFRJ (Adufrj), a partir das 18h.

A mesa conta com a mediação de Marcelo Durão, coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), e  comentários de Carlos Henrique Gondim, procurador federal junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária no Rio de Janeiro (Incra-RJ), Paulo Alentejano, professor de Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Plínio de Arruda Sampaio, presidente da Associação Brasileira pela Reforma Agrária e pré-candidato à Presidência da República pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol), e a jornalista Paula Mairan.
O evento pretende focar a discussão relativa ao MST nos temas apresentados pela plateia aos debatedores. A FD-UFRJ fica na Rua Moncorvo Filho, 8, Centro, próxima à Praça da República

Nenhum comentário:

Postar um comentário