domingo, 29 de agosto de 2010

Concurso para professor da UFPel provoca protesto

A Faculdade de Direito da UFPel suspendeu ontem (26) o resultado de um concurso para uma vaga de professor de Direito Empresarial. 
A suspensão ocorreu pouco antes da abertura dos envelopes com as notas das provas de avaliação. Motivo: o descumprimento de um item do edital. O edital exigia a gravação das entrevistas dos candidatos, mas a gravação não ocorreu. 
A falha foi apontada na hora pelo professor e advogado Francisco de Paula Guedes, que representa Gustavo Haical, um dos candidatos.
A "temperatura" chegou a subir entre Guedes e a banca, formada por dois professores da Faculdade de Direito da UFPel e um da Furg. De bengala em punho, Guedes teria protestado e exigido a interrupção da abertura dos envelopes com os resultados.
A banca comunicou o caso ao departamento do Curso de Direito e o caso foi levado à Projur.
Quatro candidatos haviam se escrito: três mestres e um mestrando. Três mulheres e um homem (Gustavo) disputaram a vaga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário