domingo, 8 de agosto de 2010

Está chegando o 11 de agosto - dia da pendura!

Quarta-feira, 11 de agosto de 2010. Se você é dono de restaurante, fique de olho em grupos de jovens, engravatados ou casuais. Se você é estudante de direito, prepare-se porque hoje é tempo de se esbaldar. Este é o Dia do Pendura, data que celebra o advogado e, curiosamente, o garçom. Os futuros profissionais aproveitam para comer de graça em botecos, bares e outros estabelecimentos alimentícios.
A história remonta da criação dos dois primeiros cursos de direito do país, em 1827 por Dom Pedro I: a Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo, e no Mosteiro de São Bento, em Olinda. Em homenagem à fundação, os comerciantes ofereciam almoços e jantares aos frequentadores das universidades, até porque o profissional de advocacia possuía enorme importância na sociedade.
O que era cortesia tornou-se tradição e, mais tarde, quase uma imposição. No início, eram apenas estudantes da USP. Com o passar dos anos, a prática se espalhou e todos embarcaram na ideia, causando transtornos. Foram reportadas confusões e brigas, já que os locais não são obrigados a aceitar a brincadeira. Para esse ano, as casas não confirmam participações na celebração e muitas se negam a integrar o time da boa vizinhança.
Existem três tipos de "pendura". No diplomático, tudo é combinado com os donos previamente. Já o tradicional faz com que eles recebam a conta, paguem 10% do serviço e as bebidas e cantem: "Garçom, tira a conta da mesa / E ponha um sorriso no rosto / Seria muita avareza / Cobrar no 11 de agosto!". Por fim, no selvagem, eles abandonam a casa, deixando o ofício do centro acadêmico, indicando que o restaurante já participou e não precisa mais aceitar "fiado". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário