segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Seminário “Uma teoria da justiça 40 anos depois: razão, democracia e Constituição no legado político e filosófico de John Rawls”


Entre os dias 19, 20 e 21 de outubro será realizado o seminário “Uma teoria da justiça 40 anos depois: razão, democracia e Constituição no legado político e filosófico de John Rawls”.
FND - UFRJ

Conferência de abertura Professor Dr. Dr. Otfried Höffe (Universität Tübingen-Alemanha)

Inscreva seu trabalho. Mais informações no site:
http://www.wix.com/fndufrj/40anosteoriadajustica


O seminário "Uma teoria da justiça 40 anos depois: razão, democracia e constituição no legado político e filosófico de John Rawls" pretende resgatar, no âmbito acadêmico brasileiro e carioca, a discussão sobre  a importante teoria da justiça de John Rawls e seus desdobramentos no final do século XX e início do século XXI. 
John Rawls é   reconhecidamente um dos nomes mais importantes na teoria política, na filosofia do direito e no constitucionalismo no final do século XX. 
O seu livro, Uma teoria da justiça, mudou o curso da filosofia política ocidental, reconduzindo o debate de temas substantivos na tradição clássica no tratamento exclusivamente epistemológico até então em voga.

A obra de Rawls insere-se no campo da teoria moral e política, representando um importante retorno à preocupação com a ética e a justiça,  mas   com uma finalidade específica: a construção de uma sociedade democrática , constitucional e justa.  Trata-se de uma teoria que desconhece os limites teóricos de cada disciplina e circula entre a filosofia, o direito, a economia,   a psicologia, a sociologia e a ciência política. 
Neste sentido, percebe-se a constante busca por uma concepção de justiça que guie as principais instituições políticas e jurídicas, servindo à avaliação relacional entre seus critérios de distribuição de bens, direitos e deveres dentro de uma sociedade. Por sua vital preocupação com valores universalmente compartilhados, tais como a liberdade, a igualdade, a cooperação e a consagração dos princípios constitucionais que representam o epicentro da obra do autor, a discussão que deve ser travada no seminário ora proposto representa, sem dúvida, uma importante contribuição para a realidade política e social do Brasil contemporâneo.
Junto a esta proposta, objetiva-se a reflexão da comunidade  acadêmica e da sociedade em geral sobre questões que norteiam a sua organização enquanto um Estado democrático e que permanecem ainda em aberto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário