segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Prêmio Esdras de Ensino do Direito


A Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas (FGV DIREITO SP) anuncia o lançamento do Prêmio Esdras Borges Costa de Ensino do Direito (“Prêmio Esdras de Ensino do Direito”). O Prêmio objetiva identificar e recompensar os professores de Direito que utilizam dinâmicas participativas em seus cursos, sendo mais um projeto da Escola que contribui para o aumento da qualidade do ensino jurídico brasileiro. Confira o regulamento do Prêmio.

O Prêmio Esdras de Ensino do Direito é um reconhecimento conferido pela FGV DIREITO SP para os professores que desenvolvem práticas de ensino jurídico participativo em todo o país. Na Categoria Externa, o Prêmio Esdras contempla todos os professores que lecionam disciplinas jurídicas, estejam em cursos de Direito ou não. Ele abrange qualquer atividade, por mais simples que pareça, desde que ela tome o aluno como principal agente da sua própria aprendizagem. É o aluno o protagonista dentro e fora da sala de aula, e o professor é indispensável para auxiliá-lo a construir seu próprio conhecimento.

Para isso, convidamos todos os docentes que desenvolvam algum tipo de atividade construída com base no ensino participativo a nos relatar sua experiência. Acreditamos que todos os aspectos são importantes, desde a concepção dos objetivos e dos passos da dinâmica até a interação com os alunos e os resultados finais. Dessa maneira, disponibilizamos um formulário de fácil preenchimento no qual os docentes podem contar todos os detalhes de suas criações.

Todos esses materiais serão avaliados por uma Comissão Julgadora independente, formada por professores da FGV DIREITO SP e de outras instituições, com base em critérios rigorosos constantes do regulamento do prêmio: I. O protagonismo alcançado pelos alunos; II. O planejamento didático-pedagógico, no qual deve constar, no mínimo, a apresentação dos objetivos didático-pedagógicos, bem como das estratégias de desenvolvimento da(s) atividade(s) e da(s) avaliações; III. A interface com outras disciplinas; IV. O diálogo com o contexto social; V. O potencial de difusão e replicação do material didático.

Como forma de reconhecer o bom trabalho desempenhado Brasil afora, a cada edição do Prêmio Esdras haverá uma premiação para as melhores atividades. Para prestigiarmos ainda mais os autores e levarmos essas práticas a professores que queiram aplicar os métodos em seus cursos, as atividades indicadas pela Comissão Julgadora serão inseridas no Banco de Materiais de Ensino Jurídico Participativo.

Na 1ª edição, a premiação principal consistirá numa viagem à 2ª Conferência Acadêmica da Law Schools Global League (LSGL), em sua edição de 2015, que ocorrerá na África do Sul e discutirá temas fundamentais no cenário jurídico mundial.

Para participar, preencha o formulário (arquivo DOC) e envie para premioesdras@fgv.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário